Fale connosco

a sua mensagem foi enviada

8 Passos para destralhar a casa… e a mente

9 de Abr de 2020

Em voga nos dias que correm, destralhar é muito mais que deitar lixo fora. É identificar o que temos e, por alguma razão, deixámos de gostar ou simplesmente não usamos. E isto não é necessariamente lixo mas acumula-se.


E na nossa mente passa-se exatamente o mesmo. Com o turbilhão de pensamentos que nos ocupam todos os dias, acabamos por exemplo por entrar em eventuais estados de ansiedade. Pensamentos que também não são necessariamente “lixo” mas que nos prejudicam.


Aproveite algum do tempo que agora passa em casa e livre-se do que não lhe acrescenta valor? Como? Espreite os 8 passos seguintes:


1 – NÃO CONFUNDA DESTRALHAR COM ARRUMAR

Comecemos pelo princípio: como se ouve por aí, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Destralhar é livrar-se dos excessos, das coisas cuja utilidade passou a ser nenhuma e cujo valor nada acrescenta à sua vida. E isto é válido para a casa e para a mente. Dizem os mais entusiastas, que destralhar a mente mexe com a energia estagnada, ou seja, importante é dar andamento à energia… positiva, claro.


2 – RESPIRE

Vai ajudar a tomar decisões e, nos momentos de maior ansiedade, ajuda a acalmar a mente. Porquê? Porque a ideia é concentrar-se na respiração e não nos pensamentos. O que não é necessariamente fácil e acessível à primeira tentativa.


3 – TOME UMA DECISÃO

Vai querer destralhar por sim, porque ultimamente é tendência, ou porque decidiu que é tempo de fazê-lo? A decisão é sua e só deve avançar se for de facto por vontade própria.


4 – IDENTIFIQUE

Decida o que quer ter em casa e dê “guia de marcha” ao que não quer; pegue, por exemplo, em coisas que não usa há um ano ou que deixaram de estar em bom estado mas que teima em guardar remetem para momentos felizes. Nem sempre é fácil mas lembre-se que as memórias estão em nós. Leve o seu tempo, se assim entender. Desapegar-se das coisas é um processo. Desapegar-se de pensamentos também.


5 – COMECE POR UMA ZONA PEQUENA

Se se focar num espaço pequeno terá a tarefa um pouco mais facilitada, isto é, não terá de distribuir a sua atenção por muita coisa. Que tal começar por uma gaveta?

Mentalmente, a ideia é a mesma: concentre-se numa coisa de cada vez. Querer fazer tudo bem e ao mesmo tempo distribui a sua atenção por demasiadas tarefas, provavelmente. E não cumprir o objetivo, fazer bem, vai causar mais ansiedade.


6 – DEFINA PRIORIDADES

Fotografias, coleções, cartas, enfim, estes artigos são dos mais difíceis porque têm mais a ver com sentimentos e memórias. Para não boicotar o destralhe logo no início, quem sabe, não será melhor deixar para outra fase? Quando já estiver mais habituado…


7 – DEFINA O QUE FAZER À TRALHA

Se dividir o que seleciona e lhe outro destino válido pode estar a facilitar a sua tarefa. Por exemplo, há coisas que pode doar, que não têm necessariamente de ir para o lixo. Podem ser úteis a outras pessoas e isso, acredite, vai facilitar a decisão de se ver livre delas.


8 – CUIDE DA CASA E DE SI!

Casa arrumada é, por norma, sinónimo de mente “arrumada”. Mas há outras dicas que já conhece sobejamente: dormir o suficiente, alimentar-se bem, fazer exercício são essenciais. E com a casa passa-se o mesmo: acima de tudo, cuide da sua casa e não evite voltar a acumular tralha.


Haverão, certamente, outras dicas ou até algumas mais apropriadas a si que outras. Cada caso, é um caso. No entanto, esperamos ter contribuído para tornar a sua casa e a sua mente mais “destralhadas”.

arrumar
destralhar
dicas
organizar
A sua prestação vai descer?

A sua prestação vai descer?

Crédito Habitacao
Família
Dicas para secar roupa no Inverno

Dicas para secar roupa no Inverno

Família
lifestyle
Automóvel “em casa”? Redobre os cuidados de limpeza

Automóvel “em casa”? Redobre os cuidados de limpeza

Família
lifestyle
Hoje é Dia de Dar uma Volta... ao armário!

Hoje é Dia de Dar uma Volta... ao armário!

Entretenimento
Família
lifestyle